Marcadores

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Pessoas,novos posts do Bosque amanhã.
Primeiro dia de aulo é tenso,vou voltar a levantar cedo.Na verdade a único coisa que é boa,é quea gente mata saudade dos amigos,mais eu me preucupo se alguém vai seguri meu blog ( ele ainda é neném rç q.) Espero que com o tempo ele fique grande e se torne um adolescente,ou um adulto QQQQ tenso/eu brisando é tense.
Mais enfim,estou começando apenas,Obrigado por visitar meu blog (y)
Volte sempre.
Beijinhos.
Enfim,eu vou contar a história de Lie Happy,mais conhecida como Happy.



Ela morava na cidade Natalina com sua familia.Foi exatamente com ela que aconteceu uma das histórias mais belas do Bosque Das Celebrações.


O maior sonho dela era conhecer a Cidade da Tristeza e todos os seus mistérios.Uma data muito importante estava próxima: O Dia da Alegria Natalina, ou seja,o natal na cidade Natalina-sim,isso era estranho-enfim,esse era o dia em que os pais colocavam os filhos na cama a meia noite em ponto e no dia seguinte,debaixo da árvore de natal caseira,estavam os presentes que o Velhinho Noel havia deixado.


Ah,o velhinho Noel!


Passava toda noite natalina nos céus da cidade e jogava os presentes.Ele presenteava dos mais ricos,aos mais pobres e doentes,pois todos ali tinham direito de ganhar presentes,nem que seja um misero par de meias.


Happy contava os dias com muito cuidado,anotava tudo em sua agenda,ela fazi isso todos os feriados que aconteciam na cidade.Todo ano era mesma coisa,ela sempre tinha um história nova para contar ou escrever.


Os dias se passavam muito rapidamente,tão rápido que pela primeira vez,ela acabou esquecendo de contar,ou perdera a conta,porque nem anotar ela tinha conseguido e algo iria acontecer.Algo errado,ou,diferente.


Isso não era nada bom .
O Bosque Das Celebrações



Em um lugar muito distante,além da nossa imaginação,existe uma cidade um pouco diferente das outras.Tudo isso vai além do que você possa imaginar.


Um lugar totalmente diferente,onde só existe alegria,harmonia,união entre suas população e entre os outros vizinhos e condôminos,casas e lugares.O mais estranho de tudo isso era o fato,de todos serem felizes sempre,não se sabia certos 'podres' sobre o local e nem se aconteceu algo grave,ou seja,não se sabia nada sobre a cidade.Tudo era colorido,feliz,feliz e feliz.


Outro fato curioso era:como cehgar ao local,onde era era a entrada?


Imagine um bosque meio que “sombrio”,vamos dizer assim.No centro haviam três árvores muito grandes,diferentes das outras,chamadas árvores mães,eram conhecidas assim somente por camponeses que passavam pelo local as vezes.


Cada árvores era uma cidade diferente:a mais bonita,bem cuidada e maior era a árvore Cidade das Ninfas (fadas e outros seres mágicos q.).A mais colorida e conservada era Árvore Cidade Da Harmonia – ou cidade natalina.Finalmente chegamos a árvore mais feia,velha,sem alegria,sem vida.Árvore Cidade Da Tristeza.De fato essa era mais estranha de todas,ninguém de nenhuma outra cidade tinha se arriscado a entrar nesse local tão “assustador”.
Galere,esqueci de avisar sobre os salves.
Quem quiser um salve é só comentar que eu coloco no post (y)
Não,a história da vingança do A. não existe ! Ta bom Juh ? Ta bom  Lucas ?
Caraca,logo,logo,eu vou postar minha primeira história *----*



Espero que vocês gostem.


Mais antes disso,vou prepara-la,mudar algumas coisas e ai eu vou postar,algumas pessoas gostaram antes da edição,estou ansiosa para saber oque vocês vão achar.